terça-feira, 12 de janeiro de 2016

O mar que existe em seus olhos

Teus olhos
Cada vez que olho nesses olhos me afogo mais
Me afogo no mar que existe em seus olhos
Águas escuras e turbulentas que eu vejo dentro deles
Água que limpa minha alma e também balança o meu coração
Água que me aquieta mas que também consegue me fazer estremecer 

Não existe mar melhor pra se perder (Pra mim) do que o mar que existe em seus olhos castanhos


Madrugada

Depois de quase 4 anos sem uma postagem que permanecesse aqui e que realmente me fizesse pensar "Nossa, até que não está tão ruim vindo de mim...", eu resolvi voltar e sacudir a poeira aqui. 
Talvez essa seja minha última postagem ou talvez a primeira de muitas esse ano. Fui me tornando tão crítica em relação as coisas que me rodeiam que não sentia muita vontade de falar sobre nada, comecei ficar quieta e me isolar. Quem me acompanha em redes sociais sabe que eu mudei nos últimos anos e comecei guardar as coisas pra mim. 

Agora chegou a hora de explodir essas coisas em algum lugar. 

Esse título do blog tem que combinar: Sixpounder!